Sons no espaço: o rugido dos planetas e das estrelas

26 abr 2019 - Tags:, , ,

OSR blog post

Se você já parou para pensar como são os sons no espaço, aqui está uma notícia um pouco decepcionante: não existe som algum no espaço.

Mas isso acontece porque, no vácuo, os sons no espaço não se propagam. Mas a verdade é que o universo é cheio de sons incríveis, desde planetas uivantes, ondas de plasma que sussurram e até mesmo cometas que apitam. E todos estes sons têm uma coisa em comum: eles são assustadores! Não é a toa que a NASA fez um compilado com estes sons incríveis para você usar em festas assustadoras de Halloween.

Os sons, todos eles, são realmente arrepiantes, como a magnetosfera de Júpiter, um poderoso campo magnético que se estende por milhões de milhas ao redor do planeta, e parece com um sabre de luz saído diretamente de Guerra nas Estrelas, relembrando remotamente os sons emitidos por lagos congelados ao redor de nosso planeta.

As ondas de rádio emitidas por Saturno parecem com alguém desesperado, gritando por ajuda em meio a uma tempestade, enquanto a atmosfera de uma de suas luas, Titã, parece com o barulho da estática em uma televisão, misturada com algum tipo de ritmo frequente no fundo.

Pixabay

Pixabay

Como estas músicas, os sons no espaço, se propagam pelo universo

O universo é repleto de vácuo, então de forma geral ele não é capaz de levar as ondas de som como o ar faz aqui na Terra. Mas a verdade é que os sons existem lá fora, o problema é que não somos capazes de escutá-los. A parte legal disso é que os satélites que estão viajando pelo espaço conseguem captar estes sons emitidos pelos mais diversos objetos no universo.

Sons no espaço podem ser complicados de serem gravados, mas graças a tecnologia isso se tornou possível. As ondas emitidas pelos planetas e objetos celestes são transformadas em ondas sonoras, e o resultado são músicas extremamente assustadoras.

Pixabay

Pixabay

O rugido de Júpiter

A sonda espacial Juno foi a primeira a captar esse som incrível emitido pelo maior planeta de nosso sistema solar, Júpiter, ao passar pelo imenso campo magnético emitido pelo planeta. Os instrumentos de captação da sonda Juno gravaram esse encontro incrível por duas horas seguidas em meados de 2016.

Existem diversas sinfonias diferentes vindas do universo, e apenas algumas delas foram registradas até o momento. Mas isso serve para provar que a nossa compreensão sobre os planetas e os demais corpos celestes são limitadas pela nossa tecnologia. Existe muito mais a ser descoberto do que se imagina.

Inclusive, nas últimas semanas, foi divulgada a primeira foto tirada de um buraco negro a milhões de anos luz da Terra, um avanço incrível e um momento histórico para a astronomia! A todo momento, cientistas descobrem mais e mais sobre nosso universo e como ele funciona, então é fato que existem tantos segredos a serem desvendados que provavelmente nunca conseguiremos entender por completo como toda a existência acabou surgindo de verdade.

Gostou da matéria? Fique sabendo que você encontra muito mais dessas em nosso blog!

Visite o blog

Se você quer dar um presente para alguém, temos a melhor opção! Coloque em uma estrela o nome de quem você mais ama, é só clicar aqui embaixo!

Nomeie uma estrela