Culinária holística: a incrível arte de se alimentar e curar a si

culinária holística Pixabay

Como uma alimentação controlada da forma certa pode, também, ser um remédio.

Todos precisamos comer para ficarmos vivos. Porém, se isso é feito de forma errada, traz consequências péssimas. Aquele hambúrguer bem gorduroso pode ser uma alegria para o paladar, mas um horror para suas coronárias. O bloco de tofu sem gosto pode ser inofensivo para sua circulação, mas é como comer gelo. É aí que entra a culinária holística.

Uma forma de trazer benefícios, tanto para o corpo como para a mente. Seu nome vem da palavra grega holos, que significa todo, completo. Tal qual a antiga culinária chinesa, a culinária holística enxerga os alimentos como medicamentos, fazendo com que a comida traga benefícios, como desintoxicação do organismo, aumento da capacidade de absorção de nutrientes, emagrecimento sustentável, entre outros.

culinária holística

Pixabay

Pixabay

Mas como a culinária holística funciona?

Mas afinal de contas, qual é, exatamente, o cardápio que devemos todos seguir para aplicar a alimentação holística em nossas vidas? O problema é que tal dieta única não existe para a nutrição holística. Cada pessoa possui uma saúde física e uma saúde mental próprias, únicas de sua individualidade. A culinária holística leva em conta este fator, guiando cada um para a criação de uma dieta única, que leva em conta sua saúde física e mental.

Na busca de saciar tal necessidade, o nutricionista holístico, então, estuda a vida de seu paciente de forma minuciosa, seu corpo, sua mente, e até mesmo o ambiente onde ele vive. Tudo isso com o objetivo de criar uma dieta que traz surpreendentes benefícios para os elementos da vida do paciente que apresenta problemas físicos ou mentais, sem necessariamente procurar medicamentos como a primeira medida.

Que benefícios seriam esses? Os mais variados, como o aumento da disposição física, o retardo do envelhecimento, o aumento das capacidades defensivas do sistema imunológico, gradual desintoxicação dos órgãos, especialmente os de sistema digestório, como fígado, estômago e intestinos, aprimoramento da capacidade de retenção de líquidos, melhora do humor, e até mesmo diminuição dos efeitos da tensão pré-menstrual.

culinária holística

Pixabay

Pixabay

Cuidados que se deve ter com a alimentação holística

Essencialmente, quase qualquer pessoa pode realizar a alimentação holística. Dos seis meses, até o envelhecimento, a única limitação é que você deve se alimentar de acordo com o que lhe afeta. Isto não significa, porém, que a culinária holística não exige determinados cuidados.

A forma de cultivo do alimento escolhido é a chave para a nutrição holística: sempre dê preferência aos vegetais orgânicos, como brócolis, abóbora ou couve, alimentos frescos, carnes de animais criados livres, e sem adição de hormônios em sua criação, temperos naturais, alimentação cozida, ou assada, e cereais integrais, como arroz, trigo ou cereal.

O que não está descrito acima você deve evitar. O que consiste em sal e temperos industrializados, conservas e conservantes, açúcar refinado, farinha branca, frituras, alimentos processados, ou ultraprocessados (industrializados em geral), vegetais carregados de agrotóxicos, carnes de criação em confinamento e alimentos de microondas, por exemplo.

Há como ter alimentação com saúde, e a culinária holística apresenta um excelente meio para tal. Para mais matérias como essa, acesse nosso blog!

Conheça nosso Blog!

Caso você ainda não saiba o que dar de presente durante a quarentena, temos uma excelente opção de presente para você!

Nomeie uma estrela!