Auto-organização cósmica: como as estrelas determinam suas massas

16 set 2022 - Tags:, ,

Auto-organização cósmica Pixabay

Sabe o que é auto-organização cósmica? Veja como ela funciona e como acontece automaticamente!

Recentemente, astrofísicos utilizaram simulações 3D realistas, e de alta resolução, para descobrir o que determina a massa das estrelas. Esse é um mistério que já vinha desafiando a comunidade científica há muito tempo, e foi descoberto que existe uma auto-organização cósmica, feita em um processo autorregulador.

Em outras palavras, as estrelas definem suas próprias massas, dentro desse mecanismo que ficou conhecido como auto-organização cósmica. A ciência acredita que esse mecanismo está na origem da própria vida, já que esse processo está presente tanto no cérebro humano quanto na teia cósmica do universo.

Entender a função dessa massa inicial das estrelas é um problema muito importante, já que afeta toda a astrofísica, em muitos aspectos. As estrelas têm um DNA que é relativamente simples, e se você conhece a massa de uma estrela, pode então saber a maioria das coisas sobre ela, desde quanta luz ela emite, até o tempo que ela vai viver, sendo possível também descobrir o que acontece quando ela morre.

Sendo assim, todo o processo de auto-organização cósmica é essencial para a distribuição de massas estelares, algo crítico para sabermos se os planetas que orbitam ao redor das estrelas podem ter, potencialmente, a capacidade de sustentar vida.

Auto-organização cósmica

Pixabay

Pixabay

Auto-organização cósmica: como funciona?

Tudo tem início em nuvens gigantescas, que consistem de gás frio e poeira, que podem ser vistas ao redor de todo o universo. A teoria aqui é que, de forma lenta, a gravidade puxa partículas distantes para perto uma da outra, formando aglomerados que vão se tornando cada vez mais densos.

Os materiais desses aglomerados acabam colidindo, e assim começam a gerar calor, o que ao longo de milhares de milênios acaba finalmente criando uma estrela. O material que resta dessa nuvem, é o que vai eventualmente dar origem aos planetas.

O detalhe é que existe uma auto-organização cósmica no sentido de que a massa inicial de qualquer galáxia é sempre a mesma. A única coisa que realmente tem uma variação é o tamanho das estrelas, e a quantidade de planetas que orbitam ao redor delas.

Ou seja, o próprio universo se auto-organiza de forma padronizada, o que vai contra muitas análises feitas anteriormente, já que a massa inicial deveria variar de forma drástica – mas não acontece dessa forma. Se você quer mas curiosidades como essa, acesse o nosso blog.

Conheça nosso Blog!

Se você gosta de astronomia, temos uma opção de presente aqui em nossa plataforma que, com certeza, vai ser a sua cara.

Nomeie uma estrela!